Documentário Analisa o Papel da Mulher na Mídia

Um novo documentário chamado “Miss Representation” um jogo com as palavras ‘Miss’ e ‘misrepresentation’ , palavra que significa ‘deturpação’ , nesse caso, a deturpação da imagem da mulher na mídia, vai ser lançado ainda esse ano e foi escrito e dirigido por Jennifer Siebel Newson que já foi a primeira dama da cidade de São Francisco. O documentário conta com entrevistas de mulheres em posições de poder como Condoleeza Rice e Nancy Pelosi mas pelo trailer as entrevistas que mais passam a força do tema do documentário são as de adolescentes normais comentando sobre o poder que essa deturpação do papel feminino na sociedade tem sobre suas próprias vidas. Uma comenta que tinha problemas com seu peso na 5ª série e agora, no primeiro colegial, ainda tem os mesmos problemas; outra fala que não existe apreciação pelo intelecto apenas pelo físico.

 

 

Embora o documentário se concentre apenas na representação norte americana o tema é universal e uma realidade para jovens brasileiras em um país onde a sexualidade da mulher parece ser seu maior atrativo. O problema não é a representação feminina pela visão masculina mas sim a representação pelos nossos próprios olhos, a mulher hoje em dia parece se contentar em ser representada de maneira degradante, se uma mulher é inteligente ela tem que ser vista como menos do que é, tem que ser ridicularizada de alguma forma e normalmente o apelo se volta para sua forma física ou seu comportamento emocional, a TPM se transformou em desculpa para comportamentos falhos por parte da mulher e nós ajudamos a propagar essa imagem, de que somos emocionalmente instáveis.

Pode parecer exagero mas nós ainda somos consideradas como o sexo frágil e depois de tantos anos de luta pela igualdade o terreno ainda não foi conquistado por inteiro e a culpa, sinto lhe dizer, é nossa. Nós nos deixamos levar pela idéia de que não somos o bastante, de que não somos boas o suficiente e isso reflete na maneira como a sociedade vê a mulher pois nós compomos mais da metade dessa sociedade.

Claro, as vezes aparece um homem e fala que o seu comentário de que ‘o novo filme Sucker Punch explora o corpo das meninas para compensar um filme fraco e sem enredo’ é um comentário feminista fútil e ajuda a propagar essa imagem, mas tudo bem, eu sou mulher e aceito levar toda a culpa pela minha degradação, já que os homens são bundões demais para aceitar a culpa por qualquer coisa. Ops, perdão, esse foi um comentário feminista fútil.

Anúncios

One comment

  1. Louis Vidovix · Abril 20, 2011

    BADASS !!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s